l

Ut wisi enim ad minim veniam, quis laore nostrud exerci tation ulm hedi corper turet suscipit lobortis nisl ut

Recent Posts

    Sorry, no posts matched your criteria.

Segunda à Sexta: 08h:00 - 19h:30 Sábados: 09h - 13:00h
(31) 98711-5856
Já somos 6 lojas pra melhor te atender
a

Farmácia Vida Natural

Tribulus Terrestris

Um golpe de testosterona e potência

 

Utilizada como suplemento em diversos países, a planta de origem indiana, permitida no Brasil apenas como medicamento sob prescrição médica, promete melhorar o desempenho sexual, mudar níveis hormonais e ainda aumentar a massa muscular.

Não tem tem jeito: todas as sociedades que existiram e existem são marcadas por diversas maneiras de se buscar maior desempenho sexual, mais disposição e autoestima para vida. Já faz séuclos que a planta tribulus terrestris é utilizada por diversos povos com esses objetivos. Apesar de ter se originado na Índia, planta do tipo trepadeira, também conhecida como abrolhos(abre os olhos), cresce em qualquer região de clima moderado tropical, como norte da Austrália, África, Sul da Ásia e Sul da Europa, onde foi utilizada durante muito tempo como arma contra a impotência sexual. O nutricionista Jóse Aurélio Tofani, especializado em nutrição clínica funcional e multidisciplinar, recorda que a história do uso desta erva diz muito a seu respeito. ” O uso popular relata sucesso no tratamento da infertilidade nas mulheres, impotência ou disfunção erétil nos homens e aumento da libido em ambos os sexos”, diz.

Embora o tribulus seja encontrado facilmente em lojas de suplementos em outros países, seu uso no Brasil é permitido apenas com prescrição médica. Por aqui, trata-se de um medicamento.  É importante ter certeza de que seu médico autorizou o consumo .

“O Tribulus Terrestris estimula vasodilatação na região genital, o que pode explicar os seus efeitos sobre a ereção, afinal ela e facilitada quando há mais sangue circulando”. – explica Charline Tormen.

De acordo com a nutricionista Charline Tormen, especialista em nutrição esportiva e clínica pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS), de Porto Alegre o tribulus é responsável por elevar os níveis de hormônio luteinizante(LH), que estimula a produção de testosterona no homem e regula a secreção da progesterona na mulher. A nutricionista enumera diversos benefícios decorrentes deste fator. ” Como eleva os níves de testosterona, o tribulus terrestris funciona, por consequência, como estimulante para impulso sexual do homem e da mulher, diminui a frigidez sexual nas mulheres e aumenta a quantidade e eficiência dos espermatozoides”, afirma. Ela conta que, nas mulheres, ocorre um aumento da concentração de hormônios. “Nesse aumento se inclui o estradiol, alteração ligeira da testoosterona e uma conseguente melhora tanto da função reprodutora quando ao libido e ovulação”. Mas também há outros benefícios. ” Os outros efeitos positivos relacionados ao aumento de testosterona sâo a diminuição nas taxas de colesterol, melhora no humor e na autoestima”, destaca José Aurélio.

 

  Varios Efeitos Encadeados

 

O nutricionista explica o que o tribulus realmente causa no corpo. ” O tribulus terrestris é utilizado na prática eportiva como adptogênico, pois auxilia o organismo a se adptar ás condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência musculares, promovendo efeito anabólico, aumentando a testosterona, a dehydropiandrosterona(DHEA) e o hormômino luteirizante(LH), além de aumentar a libido e agir como estimulante sexual”, informa. ” O tribulus terrestris estimula vasodilatação na região genital, o que pode explicar os seus efeitos sobre a ereção, afinal ela e facilitada quando ha mais sangue circulando”. Como esta erva atua na mudança dos hormônios, e eles são responsáveis pelos mais complexos processos do nosso corpo, podemos esperar muitas mudanças encadeadas, e é por isso que os especialistas listam tantas coisas quando falam de tribulus terrestris.

José Aurélio lembra que a erva já teve outros usos. ” O tribulus ja foi ultilizado como tônico geral na Grécia, antigamente, e na China para tratar problemas no coração, fígado ou eliminar dores de cabeça”, informa o nutricionista, mas Charline destaca que estudo das pesquisas comprovam apenas a relação direta do tribulus com o aumento de LH e testosterona, bem como suas consequências. Os nutricionistas afirmam que a testosterona tem um papel importante no ganho de massa muscular. “A testosterona e um pontete estimulante da síntese de proteínas, e como hormônio sexual aumenta, também crescem os níveis proteicos”, corfirma Charline. A testosterona é reponsável também pelo aumento da massa muscular por efeito anabólico, conforme explica a nutricionista, mas Charline destaca que estudos e pesquisas comprovam apenas relação direta do tribulus com o aumento de LH e testosterona, bem como suas consequências.

“O tribulus deve ser consumido em ciclos, porque o organismo pode se habituar a substância, portanto e recomendado que ele seja  consumido por três semanas seguidas, como pelo menos duas semanas de interrupção, afirma José Aurélio.

 

Mais Músculos ou não.

 

Os nutricionistas afirmam que a testosterona tem um papel importante no ganho de massa muscular.” A testosterona  e um potente estimulante da síntese de proteínas, e como o hormônio sexual aumenta, também crescem os níveis proteicos”, confrima Charline. A testosterona é responsável também pelo aumento da massa muscular por efeito anabólico, conforme explica a nutricionista, “Esse hormônio influencia na produção de força porque estimula o processo que faz crescer a produção do hormônio do crescimento (GH) além de influenciar na síntese de neurotransmissores importantes para a contração muscular” completa. Mas ela lembra que também há discursões a respeito do estímulo do crscimento de massa. ” Há pesquisas feitas com uso de tribululs em pessoas com níveis normais de testosterona e estes estudos não apresentaram resultados expressivos no aumento desse hormônio, visto que a planta é apenas um estimulante da produção natural e não um hormônio exógeno, como são os esteroides, por exemplo”. Isso significa que, de acordo com estas pesquisas, as pessoas com niveis normais de testosterona podem conseguir benéficios referentes a melhoria dos estimulos sexuais, mas o efeito do ganho de massa seria irrisório. Mas Charline aponta outros benefícios do tribulus. “Como a testosterona estimula o metabolismo, isso faz o corpo aumentar a utilização das reservas energèticas, como ácidos graxos e colesterol, e assim promove um efeito protetor ao  fígado que chamamos efeito hepatoprotetor” complementa. Afinal é neste orgao que os ácidos graxos e colesterol são armazenados, e o excesso dos ácidos graxos e colesterol podem atrapalhar seu funcionamento. No que diz respeito a quantidade de tribulus terrestris para se consumir, ainda não há um consenso.” Não existe um guia definitivo sobre a quantidade, mas a dosagem mais sugerida entre os especialistas do campo médico é de 250 a 750mg por dia”, aponta a nutricionista. No entando, a nutricionista Joselane Ferreira, da Clínica Memorial Saúde, de Vilar dos Teles (RJ), ressalta a importância de se considerar a individualidade bioquímica.” O que funciona bem para alguns pode não surtir efeito nenhum em outros, pois cada ornanismo e único e reage individualmente cada tipo de dosagem de suplementação, fitoterápico ou composto bioativo, e é nisso que reside a importância de se consultar um nutricionista que tenha conhecimento de fitoterapia para não colocar a saúde em risco”.

 

Efeitos colaterais, cuidados e contraindicações

 

Não e qualquer um que pode consumir o tribulus. José Aurélio conta que pessoas com hipertensão ou cadiopatia só devem usar o tribulus com acompanhamento médico.” Pode haver queda de pressão sanguínea, gerando possibilidade de aumento dos efeitos cardiotônicos que eles consomem”, explica o nutricionista. Quem consome o medicamento deve tomar cuidado com o excesso.” Caso seja utilizado em excesso, o tribulus pode causar problemas no estômgao” afirma Charline. José Aurélio também alerta para uso continuo do tribulus. ” O tribulus deve ser consumido em ciclos, por que o organismo pode se habituar a substância, portanto é recomendado que ele seja consumido por até três semanas seguidas, com pelo menos duas semanas de interrupção”, afima José Aurélio.” Alem de pessoas com disfunção sexual e praticamentes de atividade física intensa, o tribulus pode ser consumido por algumas mulheres na pré-menopausa” – elenca a nutricionista Charline Tormen. Os nutricionistas divergem quando se trata do melhor momento de consumir a planta. Enquanto que Chaline afirma que o ideal é consumir ao acordar e antes de dormir, José Aurélio indica outros horários. “Eu recomendo o seu consumo durante 30 minutos após a atividade física, visando ao aumento da massa muscular e a diminuição da massa de gordura”, afirma o nutricionista. Os especialistas sugerem que a erva seja consumida por meio de cápsulas, ja que elas contém o extrado”. O extrato apresenta apenas o principio ativo da planta, e por isso e mais indicado, desde que seja manipulado por uma farmácia, confirma José Aurélio. Em outros países o tribulus é fabricado e comercializado livremente em lojas especializadas em suplementos e produtos alimentares. Já em território nacional, a substância e regulada pela ANVISA e comercializada apenas com prescrição médica por farmácias de manipulação. A princípio não há restrição  quando á combinação de tribulus com outros suplementos alimentares. Não há estudos que indicam interferência na absorção de BCAA ou whey protein, por exemplo, quando ingeridos com tribulus. Mas não e qualquer um que é indicado para consumir este medicamento. Além de pessoas com disfunção sexual e praticantes de atividade física intensa, o tribulus pode ser consumido por algumas mulheres pré menopausa. Charline acrescenta outros grupos indicados que podem consumir a planta caso seja necessário, pessoas com disfunção nos ovários ou testículos , indivíduos que acabam de sair de um clico de esteroides, idosos com declínio na produção de tetosterona, ou pessoas que estao em dietas extremas ou prolongadas, já que a gordura e necessária para produção do hormónio entram nesta lista.

 

Tribulus Terrestris no seu corpo

 

Dentro do tribulus terrestris, há uma substância chamada protodioscina, Ao entrar no organismo , a protodioscina se transforma em súlfato de DHEA. O sulfato de DHEA que incentiva a produção de testosterona.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Post a Comment

Vida Natural
Acesso a área restrita

close-link